Slider

Fisioterapia Neurológica

A Fisioterapia Neurológica tem como objetivo minimizar as deficiências advindas das doenças que acometem o sistema nervoso como: Paralisia Cerebral, Esclerose Múltipla, Acidente Vascular Encefálico (mais conhecida como AVC), Mal de Parkinson, Mal de Alzheimer, Traumatismo Crânio Encefálico, dentre outras.

Muitas pessoas que necessitam deste tipo de tratamento, apresentam alguma alteração de movimentos ou até mesmo paralisia. A Fisioterapia Neurológica tem por objetivo restaurar a identidade física, pessoal, e social dos pacientes.

Fisioterapia Neurológica

Métodos utilizados:

Método Kabat

- FACILITACÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVO

A Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (PNF), ou Método Kabat, é uma filosofia de tratamento cuja base está no conceito de que todo ser humano, inclusive aqueles portadores de deficiência, tem um potencial ainda não explorado.

"Facilitação" é tornar fácil, "Neuromuscular", que envolve músculos e sistema nervoso, e "proprioceptiva", que se relaciona com receptores sensoriais que informam sobre o movimento e posicionamento corporal. A partir disso temos um enfoque terapêutico sempre positivo, com uma abordagem global e buscando facilitar o paciente a alcançar seu mais alto nível funcional.

Procedimentos básicos para a facilitação:

  • Guiar o movimento com a utilização de contatos manuais adequados e de resistência apropriada;
  • Aumentar a histamina do paciente e evitar a fadiga;
  • Ajudar o paciente a obter coordenação motora e sincronismo;
  • Aumentar a habilidade do paciente em mover-se e permanecer estável.

Método Bobath

Bobath é uma técnica de reabilitação neuromuscular que utiliza os reflexos e os estímulos sensitivos para inibir ou provocar uma resposta motora, sempre respeitando os princípios da normalização do tônus e da experimentação de um movimento ou de um controle estático normal.

O objetivo de Bobath, é diminuir a espasticidade e a introdução dos movimentos automáticos e voluntários a fim de preparar para os movimentos funcionais. Os pontos chaves de Bobath correspondem às partes do corpo, geralmente as partes proximais, onde o tônus anormal pode ser inibido e os movimentos mais normais facilitados.

O Bobath trabalha com a facilitação do movimento, ou seja, solicita-se ajustamentos automáticos da postura, a fim de produzir uma atividade através de reações automáticas de proteção, endireitamento e equilíbrio. Então a faci1itação baseia-se nas reações de endireitamento (que são as reações estático cinéticas que estão em atividade desde o nascimento e se desenvolvem em uma ordem cronológica) e nas reações de equilíbrio (que são os movimentos que produzem adaptação postural possíveis).

Os princípios de Bobath são:

  • O método objetiva o padrão muscular mais próximo do normal;
  • Abordagem de posturas de inibição reflexa;
  • Suprimir os padrões anormais antes que os padrões alterados possam ser introduzidos;
  • Paciente recebe o máximo de informações proprioceptivas e esteroceptivas, seja no nível automático, seja em um nível voluntário;
  • Tratamento individualizado;
  • Paciente deve ser visto sob um aspecto global.

O tratamento deve ser o mais precoce possível. Se a criança ainda for muito pequena, tendo movimentos mais primários que anormais, podemos auxilia-la a estabelecer os esquemas mais fundamentais de um modo quase normal seguido tão de perto quanto possível às etapas do desenvolvimento motor da criança normal.